sábado, 28 de setembro de 2013

MERCADO ADOLPHO LISBOA : UM PATRIMÔNIO CONSTRUIDO ÀS MARGENS DO RIO NEGRO

Adolpho Guilherme de Miranda Lisboa, veio para Manaus em 1902, convidado a ocupar o cargo de Superintendente Municipal pelo então Governador Silvério José Nery (1902-1904), tendo se mantido no cargo ate 1907. No decorrer de sua gestão, executou inúmeras obras de melhoramentos e benfeitorias na capital amazonense, dentre elas destaca-se a ampliação e recuperação do Mercado. (Biblioteca Virtual do Amazonas)
 Além de o clima ser mais ameno nessa época, inclusive por não haver as barreiras físicas de hoje (casas, edifícios, aterramento de igarapés, queima de combustível, etc.), notem que a maioria das pessoas porta um equipamento essencial em época de chuva e calor: o bom e velho guarda-chuva! O tecido usado pela maioria era linho puro, um material bem leve, ótimo pro nosso clima.

MERCADO PÚBLICO DE MANÁOS - Lindo postal colorido, com data de 1910

Um belíssimo postal francês de Alain Croix do nosso Mercado Adolpho Lisboa no inicio do século XX - Fonte: Postais de Alain Croix (França) Coleção Jorge Herrán

 imagem dos anos 90


Mercado Público de Manáos na rua dos Barés, no então bairro dos Remédios. Nessa época, ainda sem a fachada atual que foi projetada pelo arquiteto italiano Felinto Santoro e construída em 1906 - Foto de 1896

 As duas imagens mostram o calçamento das ruas com calçamento em pedras. Era necessário uma intervenção urgente para essas localizações ao redor do mercado municipal nos dias de hoje. Já está na hora de começarmos a decapar a maioria das ruas do centro histórico a fim de revelar não somente os trilhos dos bondes, mas também a pavimentação das ruas. O patrimônio histórico é composto não somente dos edifícios, mas também da pavimentação ( paralelepípedos ou pedra arenito) que além de fazer a composição do ambiente, tem a função de refrescar o intenso calor. O asfalto pode ser mantido em algumas avenidas, mas é perfeitamente possível - e desejável - que ele comece a não mais fazer parte deste cenário urbano no qual é um completo e indesejável estranho. 



MERCADO DE PEIXE 

Mercado Adolpho Lisboa ainda pintado na cor azul. Notar a rua dos Barés ainda com calçamento de paralelepípedos. Foto de Jankiel - 1969.


1989 NA ÉPOCA QUE O MERCADO CONECTAVA-SE COM O RIO NEGRO 

NESSE POSTAL PERCEBE-SE CLARAMENTE A EVOLUÇÃO ARQUITETÔNICA DO MERCADO



PLACAS DE OBRAS DO MERCADO 2009/2010
Foto de Ana Braga

RELÓGIO DO MERCADO 
Foto de Ana Braga



ATUAL OBRAS DE RESTAURO

Nenhum comentário:

Postar um comentário