sábado, 18 de março de 2017

USINA DA CACHOEIRA GRANDE NO BAIRRO SÃO JORGE

Hoje foi um dia memorável para nós. Por longos anos, alimentamos a avidez de visitar as ruinas da antiga Usina da Cachoeira Grande localizada no bairro de São Jorge. O local caracteriza-se como patrimônio histórico arquitetônico, pois representa parte da história do local.  Também representa o início do desenvolvimento de nossa cidade.
Quem esteve no local pode observar o que sobrou de um passado glorioso e idealizado.
Agradeço o querido professor Frederico pela excelente aula pública, pela iniciativa e carinho.
Agradeço o gentil Francisco Lima que registrou os melhores momentos da expedição e nos presenteou com fotos maravilhosas.
Agradeço ao Instituto Durango Duarte pela doação de livros que foram sorteados.
Por fim agradeço especialmente todos os seguidores da Manaus de Antigamente, que estiveram conosco nessa inesquecível aventura. Sem vocês nada disso aconteceria e seria um passeio chato e sem graça, vocês que dão sentido e vida a esse trabalho.
Muito obrigada!














REPRESA DA CACHOEIRA GRANDE 
Represa projetada por Lauro Batista Bittencourt, engenheiro ajudante da extinta Diretoria das Obras Públicas, na administração do então presidente da Província do Amazonas, José Lustosa da Cunha Paranaguá.
 O igarapé da Cachoeira Grande apresentava um volume considerável, com uma vazão média de 80 milhões de litros diários, um potencial surpreendente para abastecer toda Manaus e era também a melhor agua da região, dado ao estado de pureza de suas águas frente aos demais igarapés da cidade.  
A represa foi concluída em 1896 contendo duas turbinas Fourneyron que transmitia o movimento a duas bombas de duplo efeito, elevando a água para um reservatório de 40 metros acima do nível das bombas. A água era conduzida por um canal à caixa de captação e levada às bombas de um encanamento até um reservatório.
 A represa media 104,30 metros de comprimento por 3,50 metros de espessura e 3,80 de altura; o reservatório media 47m de comprimento, 32m de largura e 4m de altura, com capacidade para armazenar 4.592 m3 de água.
 Os materiais para a construção da represa da Cachoeira Grande foram encomendados pelo presidente da Província ao fabricante John Moreton & Cia e vieram diretamente dos Estados Unidos.




RUINAS DA ANTIGA USINA DA CACHOEIRA GRANDE
foto de Paulo Pereira 

PARTICIPANTES DO EVENTO




IBGE - INSTITUTO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA DO GOVERNO FEDERAL
contato telefônico da Biblioteca do IBGE  -33062000



MANAUS DE ANTIGAMENTE 








3 comentários:

  1. Gisella existe alguma informação de onde foi parar esse maquinário da usina?
    Triste ver toda uma história largada como tantas outras. Manaus tem tanta história mas infelizmente só resumiu numa terça parte do Centro Histórico.

    ResponderExcluir
  2. Poxa! Me arrependo amargamente por ter encurtado minhas férias em Manaus, voltando a Boa Vista uma semana antes desse grande evento!!! Mas espero que outros como este aconteçam na cidade e que a história do nosso povo não seja esquecida e ignorada!

    ResponderExcluir
  3. Meu sonho foi ter vivido aqui naquele século. Eterna Paris dos Trópicos ♡

    ResponderExcluir